Entenda Como a Acupuntura pode Melhorar a sua Saúde

Publicado em 15 de fevereiro de 2019

Entenda Como a Acupuntura pode Melhorar a sua Saúde

Acupuntura – Medicina Alternativa

Com a correria do dia a dia, fica cada vez mais difícil separar um momento para recarregar as energias, podendo ocasionar muitos malefícios à saúde. Algumas doenças podem se desenvolver sem que você perceba, exatamente por não dar a devida atenção aos sinais e às necessidades do organismo.

 

Reorganizar a rotina e dedicar algumas horinhas do seu tempo para cuidar da saúde é uma forma de se manter saudável diante de tantas cobranças da vida moderna. As atividades físicas são super bem-vindas e você também pode recorrer a algumas medicinas alternativas que te ajudam a relaxar e compreender melhor o seu organismo.

 

Uma técnica muito eficaz que vale a pena conhecer é a da acupuntura, que foi criada na China, há aproximadamente cinco mil anos. Seu método consiste na aplicação superficial de agulhas em pontos específicos do corpo, que ajudam a tratar diversas doenças. Existem alguns estudos científicos que comprovam os resultados do tratamento que, através de estímulos das terminações nervosas, ocorre uma mensagem ao cérebro, causando efeitos no corpo, com ação analgésica e antiinflamatória.

 

Para iniciar o tratamento, é preciso agendar uma avaliação. Nela, serão escolhidos os pontos do corpo a serem trabalhados. As agulhas são esterilizadas e descartáveis e, após a primeira sessão, já é possível sentir alguns sinais da aplicação, tanto no organismo, como comportamental.

 

Existem vários tipos de aplicação da acupuntura, alguns mais modernos, como a eletroacupuntura e a estimulação a laser, como também, as técnicas mais tradicionais de aplicação auricular e estética. Você pode agendar uma avaliação nas clínicas http://www.downtown.com.br/saude/segmento/19 do Shopping Downtwon e entender melhor sobre quais procedimentos são os melhores para o seu caso.

 

Qualquer pessoa pode realizar as sessões, que podem ajudar no tratamento de doenças gastrointestinais, distúrbios do sono, problemas hormonais nas mulheres, alterações de humor, ansiedade e até mesmo rinite, sinusite e asma.