Aprenda a cultivar plantas em ambientes fechados

Publicado em 28 de agosto de 2018

Aprenda a cultivar plantas em ambientes fechados

Cultivar plantas dentro de casa, além de deixar o ambiente mais bonito, traz também benefícios para a saúde. Foto: Divulgação.

Nos centros urbanos, morar em um imóvel amplo, com um quintal espaçoso, é um verdadeiro privilégio, pois é mais comum que a maioria das pessoas resida em apartamentos nem sempre espaçosos. Dependendo das dimensões do local, existem certas limitações, como por exemplo, o cultivo de plantas, mas isso não significa que seja impossível trazer um pouco da natureza para dentro da sua casa. Além de deixarem seu lar mais bonito, elas também trazem benefícios como a purificação do ar ao eliminar gases tóxicos do ambiente como benzeno, formaldeído, tricloroetileno, xileno e amônia. Estas toxinas estão presentes em óleos, plásticos, tintas, vernizes, produtos de limpeza, cosméticos, entre outros produtos que normalmente todo mundo tem em casa.

Descubra no post de hoje como cultivar plantas em ambientes internos da maneira correta, mesmo que o espaço seja limitado.

Verifique a incidência de luz solar 

Antes de criar seu pequeno jardim, observe como os raios solares iluminam a sua casa ao longo do dia e  onde a luz tende a ficar mais forte nos horários de maior incidência. Depois de fazer esta análise, as plantas devem ser mantidas perto de janelas, ou se possível, em ambientes que sejam o mais arejado possível. Mas se você vive em um apartamento onde entra pouca luz natural, o ideal é apostar em espécies que sobrevivam bem, mesmo em locais onde não bate sol, como Rosa de Pedra e Lança de São Jorge, já que é possível cultivá-las regando a cada duas semanas.

O vaso ideal  

Saiba o tamanho adequado do vaso, pois ele deve ser proporcional à planta. É importante estar atento, por exemplo, se o vaso que você escolheu possui furos embaixo, para que a água não fique acumulada. Além dos furos, é indicado primeiro colocar uma camada de argila e, em seguida, uma manta de bidim, ou um pano que você não usa mais. Esse procedimento é importante, pois ajuda a drenar para que os nutrientes não se percam na água. Durante o desenvolvimento da planta, é preciso estar atento se as folhas estão amareladas, murchas ou caindo, pois estes podem ser indicativos, não só de falta de água, mas também, de falta de espaço para crescer devido ao tamanho inadequado do recipiente onde ela se encontra.

Preparo da terra 

A terra que será adicionada no vaso deve ser preparada de um jeito especial. Para isso, você irá precisar de areia, terra e composto orgânico. Em seguida, faça uma mistura com a mesma porção dos três itens utilizados. A areia ajuda no processo de drenagem da água, a terra proporciona a umidade necessária e no composto orgânico estão concentrados todos os nutrientes fundamentais para o crescimento da planta.

Regando do jeito certo

Todos nós sabemos que uma infinidade de espécies de plantas precisa de água para viver, mas é preciso ter cuidado, pois elas precisam ser regadas do jeito correto para que vivam por mais tempo. Um jeito de saber se você está fazendo o procedimento da maneira correta é tocar a terra e verificar se ela está seca ou úmida, caso esteja seca, uma boa ideia pode ser despejar a água com o auxílio de um copo. Assim é possível alcançar a raiz da planta, e a absorção ocorre de maneira mais eficiente. Como dito anteriormente, existem alguns tipos de plantas que vivem bem, mesmo com pouca água. Esse tipo pode pode ser regado com um borrifador, pois, neste caso, o excesso pode ser prejudicial.

Agora que você já sabe a maneira ideal para cultivar plantas dentro de casa, mãos à obra, porém, se você ainda não possui nenhuma na sua casa e ficou com vontade de deixar o ambiente mais bonito e com um ar mais leve, visite o Downtown e adquira já a sua.

Helicoplantas

Bl. 03 – 126 Pátio Interno | Tel.: 99986-9520